Harmonização

Como harmonizar vinho e pizza?

Uma boa noite de pizza pede um bom vinho. Mas você sabe como harmonizar essa comida tão deliciosa com a nossa bebida favorita? Se quer saber mais sobre, continue lendo a matéria para que na próxima noite de pizza, você saiba qual vinho escolher. 

A pizza é uma comida com uma visibilidade tão grande, que existe um dia só para sua comemoração, o dia 10 de julho é considerado o Dia Mundial da Pizza e nós brasileiros temos um grande apreço por ela, principalmente a cidade de São Paulo, considerada como a capital do prato italiano aqui no Brasil, devido ao fato de que muitos italianos migraram para a cidade, no passado. Portanto é responsável por mais da metade do consumo de pizzas do país. 

Para que o vinho e a pizza se harmonizem, devemos pensar em dois pontos primordiais para que essa combinação dê certo, que no caso são: 

  • O tipo da pizza
  • Recheio

Saber o tipo da pizza é até mesmo mais importante do que o recheio dela, pois existem vários tipos, cada um com a sua particularidade. Os estilos predominantes aqui no Brasil, são: a Italiana, especificamente a Pizza Napolitana e principalmente a Brasileira. 

Pizza Napolitana

  • Considerada Patrimônio Cultural Imaterial pela Unesco 
  • Para ser considerada uma pizza napolitana deve seguir as normas estipuladas pela Associazione Verace Pizza Napoletana – AVPN, caso não siga uma das normas não pode ser considerada. 
  • O primeiro requisito é ter um forno a lenha. Só é permitido a utilização de um elétrico ou a gás, caso não seja possível a instalação do a lenha.   
  • O segundo é que ela precisa ser arredondada, especificamente com um diâmetro que não ultrapasse 35cm. 
  • Sua borda deve ser aerada, de 1 a 2 cm de espessura e tem que estar bem assada (cornija). 
  • E por último deve ser bem perfumada e macia, como um papel. 
  • Esses são os requisitos básicos, pois tem especificamente uma forma de preparo, fermentação, maturação, ingredientes e suas quantidades, a ordem para colocar os recheios e até mesmo como assar ela. 
  • Só existem dois tipos de sabores deste prato italiano, a Marinara ou Margherita. 
  • Marinara é uma pizza simples e saborosa, composta de molho de tomate, alho, orégano e azeite de oliva. Por ser uma pizza vegetariana com sabores mais delicados, um vinho tinto mais leve e frutado é uma boa opção para acompanhar, como um Lambrusco, Chianti ou Pinot Noir. Um vinho branco também pode ser uma boa escolha, especialmente se você preferir vinhos mais leves e cítricos, como um Sauvignon Blanc ou um Vinho Verde
  • Margherita consiste em molho de tomate, mussarela e manjericão. Para acompanhá-la você pode escolher um vinho tinto leve, como um Chianti ou um Pinot Noir. Um vinho branco leve e refrescante, como um Pinot Grigio ou um Vermentino, também pode ser uma boa opção para realçar os sabores da pizza. Além disso, um Lambrusco pode ser uma opção interessante para quem deseja um vinho espumante e frutado para acompanhar a pizza. 
  • Uma escolha certa é apostar em vinhos fabricados a partir das uvas italianas, como Glera, Vermentino e Barbera. E caso escolha um vinho tinto, que tem um nível baixo de taninos e uma alta acidez. 

Agora saindo da União Europeia e partindo para a América do Sul, vamos falar sobre a pizza brasileira. 

Pizza Brasileira

  • Diferentemente da Italiana, nossa pizza não apresenta requisitos para massa, tamanho ou preparo. 
  • São conhecidas por terem bastante recheio, dos mais variados, como strogonoff com batata palha e o sabor do molho ser quase imperceptível. 
  • Pelo fato de ter uma vasta quantidade de sabores, não é possível citar todos, por isso vamos falar dos mais famosos. 
  • Embutidos: As pizzas embutidas, como a de pepperoni ou a de calabresa, tendem a ter sabores mais intensos. Para harmonizar com esses sabores, você pode optar por um vinho tinto mais encorpado, com notas de especiarias e taninos mais presentes, como um Cabernet SauvignonTempranilloTouriga Nacional e Petit Verdot. Estes vinhos possuem estrutura e sabor suficientes para acompanhar os sabores mais fortes da pizza embutida. Além disso, um Chianti pode ser uma boa opção, pois sua acidez e sabor complementam bem a pizza. Se preferir um vinho branco, um Riesling pode ser uma boa opção, pois sua acidez elevada pode equilibrar os sabores mais gordurosos da pizza embutida. 
  • Proteína branca: São pizzas como frango, peito de peru ou peixe, são opções mais leves e saudáveis em comparação com as pizzas embutidas. Para acompanhar elas, um vinho branco seco pode ser uma boa opção, especialmente se a pizza incluir ingredientes como queijo branco, tomate e ervas. Um Chardonnay ou um Sauvignon Blanc são vinhos que combinam bem com elas, pois sua acidez e sabor frutado podem complementar os sabores delicados da pizza de proteína branca. Se você preferir um vinho tinto, um Pinot Noir pode ser uma boa escolha, pois é um vinho tinto mais leve e frutado, que não sobrecarrega os sabores mais delicados da pizza de proteína branca. 
  • Queijo: As pizzas de queijo são bastante versáteis e podem ser acompanhadas por diversos tipos de vinho. No entanto, um vinho tinto mais encorpado, com sabores intensos e taninos presentes, pode ser uma boa opção para acompanhar as pizzas de queijo mais robustas, como as pizzas de queijos fortes, como gorgonzola, brie ou roquefort. Nesse caso, você pode optar por um vinho tinto como um Merlot. Por outro lado, as pizzas de queijo mais leves, como as pizzas de mussarela ou margherita, podem ser acompanhadas por um vinho tinto mais suave ou um vinho branco, como um Pinot Noir ou um Sauvignon Blanc. Além disso, um vinho espumante, como um Prosecco ou um Champagne, pode ser uma boa escolha, pois sua acidez e borbulhas podem equilibrar os sabores gordurosos do queijo e acrescentar uma textura refrescante à degustação. 
  • Doces: As doces, como as de chocolate ou frutas, podem ser acompanhadas por vinhos com sabores mais doces e frutados, como um vinho do Porto ou um Moscatel. Estes vinhos possuem um sabor doce que pode complementar os sabores da pizza, sem tornar a combinação muito enjoativa. Outra opção é um vinho espumante doce, como um Asti ou um Moscato d'Asti, que possuem uma acidez mais elevada e uma doçura equilibrada, o que pode equilibrar bem os sabores da pizza doce. Se você preferir um vinho branco, um Riesling pode ser uma opção interessante, pois sua acidez elevada pode complementar a doçura da pizza. 

Viu como existem diversas opções para saborear uma boa pizza com um bom vinho? É tudo questão de saber harmonizar. Lembrando que harmonização varia conforme o gosto de cada um, por isso leve em consideração os seus gostos pessoais 

Deixe um comentário