Dicas

Decantar ou não decantar um vinho eis a questão?

Decantar ou não decantar um vinho eis a questão?

Provavelmente você já escutou o termo “decantar” mas você sabe o que significa e para que serve? E quais são os benefícios de decantar um vinho? Pois bem, preparamos este artigo para vocês entenderem melhor sobre o assunto. E quando decantar o seu vinho. 

O que é decantar um vinho?

Decantar um vinho nada mais é do que transferir o vinho da garrafa para um recipiente de vidro ou cristal, conhecido como decanter. Este processo serve para separar as partículas sólidas do líquido.  

Estas partículas sólidas são formadas naturalmente pelo vinho. Sendo encontradas com maior frequência em vinhos tintos que estão envelhecendo na garrafa durante alguns anos.  São compostos por ácidos, minerais, taninos e entre outros componentes presentes na uva e no vinho. 
Por mais que não façam nenhum mal ao serem ingeridos, estas partículas mudam o gosto do vinho, fazendo com que seu sabor seja mais amargo, mudando totalmente a experiência de degustar o vinho. 

Alguns vinhos, por passarem muito tempo fechados nas garrafas acabam perdendo a complexidade em seus aromas. Por isso, um processo que também pode ser realizado no decanter, é a respiração do vinho, ou seja, aerar o vinho para trazer de volta complexidade e intensidade de seu aroma.

Quais vinhos devem ser decantados?

Não são todos os vinhos que precisam ser decantados, afinal este é um processo destinado a vinhos tintos que estão armazenados a muito tempo em suas garrafas.

  • Vinhos tintos que já estão há mais de 6 anos engarrafados precisam passar por este processo, pois neste tempo, eles acabaram formando as partículas sólidas. Também é recomendado que eles passem pelo processo de respiração. 
  • Vinhos que não foram filtrados, também é recomendado ser decantado. Pelo fato de não terem sido filtrados, estes vinhos podem formar  borras e cristais nos vinhos ao longo do tempo 
  • Vinhos descansados na garrafa e sem filtração, podem ser decantados já que ocorre a formação de depósitos naturais ao longo do tempo.

Vinhos que não devem ser decantados

Já que falamos dos vinhos que devem ser decantados, por que não falar dos que não precisam passar por este processo? 
Bom, vinhos jovens tintos que não passaram por madeira, rosés, espumantes e brancos não precisam passar por este processo. 

Agora que você já sabe quais são os vinhos que podem ou não passar por este processo, nada mais justo  do que você também aprender a como decantar um vinho. Por isso preparamos 6 passos para te ajudar! 

Como decantar um vinho?

  • primeiro passo é colocar a garrafa na posição vertical a 24h ou 48h antes do processo, para que as partículas possam ir para o fundo da garrafa. 
  • segundo passo é pegar o decanter. E em seguida retirar a rolha e a cápsula do vinho, sendo este o passo três. 
  • O passo quatro é pegar uma vela ou a lanterna do celular para poder ver melhor os sedimentos da garrafa. 
  • No quinto passo o gargalo do decanter deve estar limpo e assim irá iniciar a fase seis, que no caso é começar a transferir o vinho da garrafa para o recipiente de cristal ou vidro de forma atenciosa e lenta. 
  • No momento em que o vinho estiver na metade da garrafa, o processo deve ficar mais lento ainda, já que a decantação está próxima do fim. Quando o sedimento estiver no ombro da garrafa, o processo de decantação terá chegado ao fim e junto dele o sexto passo

    Lembrando, o vinho deve ser apenas decantado no momento em que ele será apreciado. 

Agora que você sabe como ter uma experiência melhor com o sabor e os aromas dos vinhos mais antigos, não tem desculpa para não apreciá-los. Confira nossos vinhos tintos

Posts Relacionados

Deixe um comentário